Portal:Pt/Cheatsheet/pt/r/redenominar

From translatewiki.net
Jump to navigation Jump to search

Assiste-se na Wikipédia à utilização do termo «renomear» com o significado de alterar o nome das coisas.

Pesquisa de referências:

  • Priberam [consultado a 27 nov 2016]: verbo transitivo; 1. Dar renome a. 2. Celebrar. 3. Nomear de novo ou muitas vezes.
  • Infopédia [consultado a 27 nov 2016]: (1) verbo transitivo; (1. dar renome a, tornar célebre. 2. exaltar, celebrar.; (2) verbo transitivo; nomear de novo, nomear outra vez.
  • ILTeC [consultado a 27 nov 2016]: verbo transitivo; flexiona como: arear; adjetivo PP: renomeado; forma nominal: renomeação.

Pesquisa de ocorrências em domínios .pt:

  • Google: renomear site:.pt [consultado a 27 nov 2016]: 9 680 ocorrências do termo em domínios .pt, dais quais:
  • Google: "renomear * arquivo" site:.pt [consultado a 27 nov 2016]: 5 910 ocorrências do que parece serem utilizadores brasileiros a participar em fóruns .pt. Por exemplo, «Alguém pode mim(!) ajudar a renomear um arquivo renomeando o mesmo [...]».
  • Google: "renomear * ficheiro [consultado a 27 nov 2016]: 2 960 ocorrências, do que parecem ser sobretudo referências a manuais e interfaces existentes, etc. Uma única referência que poderia ser credível, é encontrada num documento metodológico do portal das escolas na Madeira, que afirma: «Multimédia. (contiunação)(!). - abrir, guardar, renomear e fechar um ficheiro».
Tentemos livrar-nos de todas estas influências de onde o uso do termo se origina. Isto justifica-se porque não estamos a falar de um termo técnico, trata-se de mudar o nome de uma coisa! Há séculos que se muda o nome das coisas em Portugal, não foi preciso chegar a informática para criar a necessidade. Tentemos encontrar registos do termo na língua comum falada em Portugal, tentamos:
o que ainda é muito. Analisando algumas entre os sites que merecem maior credibilidade, encontramos estas, em que o significado é dar renome ou voltar a nomear (reempossar), e não o que está em questão nesta análise:
  • Diário da República [consultado a 27 nov 2016]: «torna-se necessário renomear os membros do meu Gabinete».
  • Ordem dos Advogados [consultado a 27 nov 2016]: «deliberou, por unanimidade, 'renomear (...) o Exmo. Dr. Jerónimo Martins».
  • Universidade de Coimbra [consultado a 27 nov 2016]: Capítulo do livro "Espaços e paisagens: antiguidade clássica e heranças contemporâneas: Vol.3 História, Arqueologia e Arte"; «A que passado regressar?: reconfigurar e renomear o urbanismo em Roma na época de Severo Alexandre».
e as seguintes, em que a palavra é usada na aceção que está aqui em questão:
  • Revista Sábado [consultado a 27 nov 2016]: «(...) quando a proposta de renomear o aeroporto foi aprovada por unanimidade».
  • Porto Canal [consultado a 27 nov 2016]: «Coligação Portugal à Frente quer renomear Viseu como "PaFistão"».
  • EMFA [consultado a 27 nov 2016]: «

Em 4 de outubro de 1993, com a aquisição dos então modernos F-16 A/B, a Força Aérea decide renomear os Falcões como Esquadra 201».

  • Revista Auto [consultado a 27 nov 2016]: «o novo Fiat 124 Spyder não será um simples renomear do Mazda MX-5».


Portanto, o termo encontra-se dicionarizado. Surge nos dicionários como a aceção menos comum da palavra — isto é, como último significado — sugerindo que o este significado não é o mais comum. A maioria das referências encontradas cingem-se ao domínio de mudar o nome de coisas algures num computador. No entanto, o último passo da análise acima, revela ser inegável que o termo tem sido usado com o significado pretendido. Portanto, não se pode dizer que o seu uso neste contexto seja propriamente descabido.